Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.
Facebook
22
Notícias
Genoma de alta precisão


No primeiro aniversário da decisão do Tribunal de Justiça Europeu, a comunidade científica publica uma carta aberta, com o apoio de mais de 120 instituições, na qual questiona a decisão de submeter técnicas de edição de genoma de alta precisão à mesma legislação aplicada a Organismos Geneticamente Modificados (OGMs). Das 120 instituições de investigação que apoiam o documento, está incluido o ITQB NOVA e mais de 70 cientistas de diferentes instituições de investigação portuguesas.
O melhoramento de plantas através da edição do genoma continua o seu caminho e permitiu até agora alimentar uma população crescente.
 “Os desafios que estão por vir, como as mudanças climáticas e uma população mundial em ascensão e mais afluente, exigem novas técnicas. A edição gênica possibilita pequenas alterações muito precisas no DNA, preservando os bons genes que a planta acumulou ao longo de centenas de gerações ”, diz Margarida Oliveira, vice-reitora do ITQB NOVA e chefe da unidade de pesquisa GREEN-IT.
A diferença na abordagem regulatória é mais que uma questão de ciência. É também uma questão de segurança alimentar. A comunidade científica europeia convida as instituições europeias, incluindo o Conselho Europeu, o novo Parlamento e a próxima Comissão Europeia, a adotar medidas legais que permitam aos cientistas e entidades que desenvolvem novas variedades de plantas usar a edição genômica para agricultura sustentável e ambientalmente sustentável. A capacidade de usar a edição do genoma é crucial para o bem-estar e a segurança alimentar dos cidadãos e para a adoção de técnicas agronômicas de menor impacto no meio ambiente. (Fonte: https://www.itqb.unl.pt/news/european-scientists-question-ecj-decision-on-high-precision-genome-editing-techniques)

Consulte o documento publicado em 2018, após a decisão do Tribunal de Justiça Europeu.


Noticias com referência à carta aberta da Comunidade Cientifica:











 
Governo de Portugal
w3c
acessibilidade
seara.com