Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.      (+351) 214 403 500
Google Translate logo
ptenfrdeites

INVESTIGAÇÃO E INOVAÇÃO (I&I)

Aumento da eficiência produtiva
  • Estudos da fisiologia do crescimento e das produções procurando reduzir os períodos improdutivos e melhorar a eficiência biológica das várias espécies pecuárias.

  • Estudos de comportamento e bem-estar animais para suporte à regulamentação e avaliação dos respetivos impactos na saúde animal e economia das explorações.

  • Estudo de indicadores de bem-estar de várias espécies pecuárias em condições de exploração.
Image

LABORATÓRIOS

LABORATÓRIOS

OUTRAS ATIVIDADES

 

Consultoria especializada

  • Nutrição e alimentação animal
  • Sistemas e técnicas de produção animal
  • Biotecnologias reprodutivas
  • Recursos genéticos animais
  • Gestão de efluentes
  • Alterações climáticas: impacto na eficiência produtiva
  • Genética quantitativa
  • Conservação e melhoramento genético animal
  • Suporte ao desenvolvimento de políticas públicas através de investigação por contrato
  • Experimentação animal para a indústria farmacêutica, de alimentação animal e de biotecnologia
  • Apoio aos programas de desenvolvimento rural, associações de criadores, sector cooperativo e indústrias agro-alimentares
  • Consultorias e cooperação em atividades docentes e avaliação de projetos
  • Programas e medidas de apoio à tipos específicos de agricultura e valorização do ambiente
  • Apoio à formação especializada nas ciências animais

Outros Serviços

  • Desenvolvimento de projetos de I&D com empresas
  • Transferência de tecnologias para empresas, agricultores e técnicos
  • Treino e formação avançada para quadros e programas académicos
  • Organização de simpósios, conferências ou similares, nos planos regionais, nacionais e internacionais.


O Polo de Inovação da Fonte Boa dispões de algumas estruturas reconhecidas oficialmente como:

  • Centro de colheita de sémen de pequenos ruminantes – (PT3OC01).
  • Centro de Armazenagem de Sémen e Embriões de Bovinos, Equinos, Ovinos e Caprinos (PT3B04CA, PT3B04CA-E e PT3B04CA-OC) – CASEZN, Centro de Armazenagem da Fonte Boa, INIAV,IP.
  • Equipa de Colheita e Produção de Embriões (PT0305TE PIV).

Unidade de Produção de Bovinos de Carne

UNIDADE DE PRODUÇÃO DE BOVINOS CARNE

A Unidade de Produção de Bovinos de Carne, é situada no Mouchão do Esfola Vacas, com uma área total de cerca de 250 hectares, dos quais cerca de 225 são explorados diretamente pelo INIAV. Esta unidade é constituída por várias vacas da raça Alentejana e os touros da mesma raça, inscritos como reprodutores no Livro Genealógico, provenientes de criadores pertencentes à Associação de Criadores de Bovinos da Raça Alentejana (ACBRA).

Esta unidade tem colaborado no Programa de Melhoramento Genético da Raça Bovina Alentejana e tem como objetivo a produção vitelos que são utilizados em experimentação, ou vendidos depois do desmame aos 7-8 meses, para unidades comerciais de recria/acabamento. As fêmeas são utilizadas para reposição ou mantidas em pastoreio com as mães até atingirem um peso próximo de 300 kg, sendo nessa altura transportadas para a Quinta da Fonte Boa, onde são submetidas a um período de acabamento em estabulação e abatidas no matadouro experimental, com pesos vivos próximos de 350 kg.

A base da alimentação da vacada (durante cerca de 8 meses por ano) é uma área de pastagem com 36 hectares, onde foi instalada uma pastagem permanente sob um pivot. Os animais dispõem ainda de uma área de restolhos de milho que utilizam no período de outono, depois da colheita, podendo permanecer em 2 parques auxiliares, que são utilizados no período de inverno para a distribuição de forragens. Estas são produzidas na pastagem de regadio, diferindo uma ou mais parcelas na primavera ou no outono para a produção de fenosilagem. Esta forragem de alta qualidade é também utilizada no efetivo de bovinos e ovinos leiteiros da Quinta da Fonte Boa.

Como atividade complementar à vacada de multiplicação do Mouchão do Esfola Vacas, existem instalações na Quinta da Fonte Boa que permitem fazer a recria/acabamento e o acabamento dos vitelos em condições controladas de alimentação:

  • Uma unidade experimental com 8 parques e uma capacidade total para 64 bovinos.
  • Uma unidade de recria/acabamento com 12 parques, com capacidade total para 600 bovinos adultos.
  • Uma unidade experimental com 10 parques com capacidade total para 60 vitelos.
Unidade de Produção de Bovinos de Leite

UNIDADE DE PRODUÇÃO DE BOVINOS DE LEITE

O Polo de Inovação da Fonte Boa inclui infraestruturas para bovinos de leite, com capacidade para um efetivo de 30 vacas adultas, nomeadamente:

  • vacaria em sistema de estabulação livre, com uma área coberta de 327 m2 e uma área exterior de 542 m2, dividida em 4 parques equivalentes em área. A sala de ordenha, instalada em 1993, com 8 pontos de ordenha independentes num sistema Tandem 4x4. A máquina de ordenha funciona em circuito fechado, conduzindo o leite para um tanque de armazenamento e refrigeração com capacidade para 3000 L.
  • viteleiro com capacidade para 40 vitelos, em parques individuais em madeira com uma área de 1,5 m2 e sistema de distribuição de leite por baldes.
  • uma estabulação com uma área coberta total de 165 m2 e uma área descoberta total de 236 m2, com uma manjedoura longitudinal, dividida em 2 parques. A alimentação é distribuída numa manjedoura longitudinal exterior.

Os vitelos são retirados das mães após o nascimento e são submetidos a aleitamento artificial até cerca dos 60 dias de idade, altura em que os machos são vendidos e as fêmeas iniciam uma fase de recria para posterior seleção para reprodutoras.

O efetivo leiteiro é mantido com alimentos produzidos no Polo de Inovação da Fonte Boa, nomeadamente, silagem de milho, fenosilagem (produzidos na Unidade de produção do Mouchão do Esfola Vacas) e alimentos concentrados produzidos pela Unidade de Produção de Alimentos Compostos para Animais.

UNIDADE DE PRODUÇÃO DE OVINOS E CAPRINOS

UNIDADE DE PRODUÇÃO DE OVINOS E CAPRINOS

A produção de ovinos e caprinos é feita em pastoreio, tanto de pastagens de sequeiro como de regadio, tendo permitido a obtenção de dados relativos à sua capacidade alimentar, ao desempenho produtivo dos animais e à qualidade nutritiva e sensorial dos seus produtos.

NÚCLEO DE CONSERVAÇÃO DE SUÍNOS MALHADO DE ALCOBAÇA

NÚCLEO DE CONSERVAÇÃO DE SUÍNOS MALHADO DE ALCOBAÇA

Em protocolo estabelecido em 2014, entre o INIAV e FPAS, houve o compromisso de implementar e manter um núcleo de conservação de suínos de raça Malhado de Alcobaça no Polo de Inovação da Fonte Boa, com vista à preservação da raça, ao desenvolvimento de trabalhos científicos nas áreas da produção, reprodução, genética e melhoramento, qualidade da carne e seus produtos derivados, assim como à futura promoção da mesma junto da suinicultura nacional. Foi acordada a manutenção de um núcleo de até 50 fêmeas Malhado de Alcobaça (fornecido pela FPAS) nas suas instalações suinícolas, para a produção de animais devidamente registados e controlados pelo Livro Genealógico da Raça.

NÚCLEO DE CONSERVAÇÃO DAS RAÇAS AUTÓCTONES DE GALINHAS

NÚCLEO DE CONSERVAÇÃO DAS RAÇAS AUTÓCTONES DE GALINHAS

Entre as raças mais utilizadas na avicultura familiar destacam-se as 4 autóctones (Pedrês Portuguesa, Preta Lusitânica, Amarela e Branca), caracterizadas pela sua rusticidade, resistência a doenças e condições adversas de clima e alimentação em que são produzidas.

Em 2012, o INIAV constituiu um efetivo base das 4 raças galináceas nacionais na Fonte Boa, tendo em conta as instalações e a parceria com a associação responsável pelos registos zootécnicos das raças autóctones (AMIBA). Este núcleo foi criado de forma a constituir um efetivo base de estudo, conservação e melhoramento, de acordo com os respetivos programas de conservação/melhoramento genético.

Dentro das suas responsabilidades de investigação e desenvolvimento experimental nos vários domínios da produção animal, a Fonte Boa tem por objetivo a investigação, preservação, melhoramento e divulgação destas 4 raças, pretendendo com este núcleo, contribuir para a conservação do património genético animal e utilização sustentável dos recursos genéticos animais de Portugal. Este núcleo pode fornecer animais a criadores particulares.

INFRAESTRUTURAS DE GESTÃO DE EFLUENTES PECUÁRIOS

INFRAESTRUTURAS DE GESTÃO DE EFLUENTES PECUÁRIOS

A transformação de subprodutos agrícolas, pecuários e agroindustriais de qualidade em matérias fertilizantes orgânicas estabilizadas, através de um processo de compostagem é uma técnica aceite e validada a nível da União Europeia. Em Portugal existe um conjunto de suiniculturas intensivas cujos efluentes, ricos em azoto, poderão ser valorizados pelo referido processo de compostagem, tendo um destino final ambientalmente adequado e potenciando a qualidade do composto a produzir.

O Polo de Inovação da Fonte Boa dispõe de infraestruturas que permitem desenvolvimentos tecnológicos nesta temática: sistema de tratamento de efluentes, com separador de sólidos e quatro lagoas de decantação e fermentação, com uma capacidade total de 6000 m3 e unidade de produção de biogás (com cerca de 30 anos, atualmente desativada). Dispõe também de uma forte componente laboratorial para caraterização dos produtos, área disponível para instalação quer de unidades de demonstração de compostagem, quer para a instalação de sementeiras para estudos de valorização agronómica (incluindo qualidade do solo), efetivos animais para estudos quer de eficiência digestiva (redução das emissões) quer para a avaliação de medidas de mitigação de GHG

Contactos

Image

Polo de Inovação da Fonte Boa – Estação Zootécnica Nacional

Quinta da Fonte Boa, Vale de Santarém
2005-048 Santarém
  39°12'03.3"N 8°44'22.1"W
  (+351) 243 767 300
  polo.santarem@iniav.pt