Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.      (+351) 214 403 500
Google Translate logo
ptenfrdeites

A Unidade Estratégica de Investigação e Serviços de Tecnologia e Segurança Alimentar (UEIS-TSA) do INIAV, dá apoio aos programas de monitoramento desenvolvidos pelas entidades reguladoras, designadamente com a execução das tarefas analíticas de um conjunto de Planos Nacionais e Programas Oficiais, para garantir a aplicação da legislação ao longo de toda a cadeia alimentar (do prado ao prato). Neste contexto, a Unidade assegura também as tarefas de Laboratório Nacional de Referência (LNR) em diversas áreas da Segurança Alimentar.

LABORATÓRIOS NACIONAIS DE REFERÊNCIA

Atividades como Laboratório de Referência Nacional (LNR)

  • Colaborar com o laboratório comunitário de referência na respetiva esfera de competência;
  • Coordenar as atividades dos laboratórios oficiais responsáveis pela análise de amostras oficiais, aprovados pela autoridade competente;
  • Apoio ao desenvolvimento e atualização das metodologias para diagnóstico laboratorial;
  • Caso necessário, organizar ensaios interlaboratoriais entre os laboratórios nacionais oficiais e garantir um acompanhamento adequado dos mesmos;
  • Assegurar a transmissão das informações fornecidas pelos laboratórios comunitários de referência às autoridades competentes e aos laboratórios nacionais oficiais aprovados;
  • Caracterização fenotípica e molecular de isolados de patogénicos;
  • Prestar apoio científico e técnico à autoridade competente no estudo da prevalência de patogénicos em alimentos e posterior aplicação dos resultados na organização dos planos de controlo oficiais;
  • Cedência de estirpes de referência a laboratórios oficiais.

Laboratórios de Referência Nacional sob a responsabilidade da UEIS-TSA

  • LNR para Resíduos de Antibióticos em alimentos de origem animal.
  • LNR para Resíduos de Pesticidas em alimentos de origem animal, frutos, vegetais e cereais.
  • LNR para Resíduos de Coccidiostáticos, Corticosteroides e Nitroimidazóis em alimentos de origem animal;
  • LNR para Metais Pesados em rações para animais;
  • LNR para Proteínas Animais Transformadas;
  • LNR para Aditivos em rações para animais;
  • LNR para a Pesquisa de Elementos Químicos em produtos de origem animal;
  • LNR para Listeria monocytogenes em alimentos
  • LNR para Salmonella sp. em alimentos
  • LNR para Campylobacter sp. em alimentos
  • LNR para Escherichia coli Enterotoxigénica em alimentos
  • LNR para Enterotoxinas estafilocócicas em alimentos

O Laboratório de Microbiologia dos Alimentos (LMA) de Vairão, acreditado pelo IPAC segundo a NP EN ISO/IEC 17025, além de Laboratório oficial do Ministério da Agricultura com capacidade para realização de ensaios variados por metodologias clássicas ou de biologia molecular, tem também função de Laboratório Nacional de Referência para várias áreas da segurança alimentar, dando apoio à autoridade competente (Direção Geral de Alimentação e Veterinária – DGAV) no desenvolvimento de planos de vigilância e controlo no âmbito dos alimentos de origem animal e vegetal para consumo humano, alimentos para animais e assim como na produção primária.

Dada a especialização e integração de investigadores na equipa do LMA, faz parte do âmbito deste laboratório a inclusão de alunos do Ensino Superior para a realização de estágios de Licenciatura, ou teses de Mestrado e de Doutoramento.

O LMA, além da atividade de realização ensaios laboratoriais, tem também uma forte componente na investigação, desenvolvimento e validação de procedimentos e técnicas de Microbiologia Clássica e de Biologia Molecular, quer internamente quer para laboratórios externos.

Como Laboratório Nacional de Referência (LNR) nomeado de acordo com os requisitos da legislação nacional e da Comunidade Europeia, o LMA, mantém contacto direto com os Laboratórios Europeus de Referência (EU-RL), quer através de reuniões anuais, projetos de investigação e no apoio ao estudo das alterações normativas internacionais. A atividade do LNR é monitorizada pela DG SANTÉ com o apoio dos EU-RL através da execução anual de Ensaios Interlaboratoriais, visitas e auditorias.

Listagem dos LNR assegurados pelo LMA - Vairão

  • Laboratório Nacional de Referência para Listeria monocytogenes em alimentos
  • Laboratório Nacional de Referência para Salmonella sp. em alimentos
  • Laboratório Nacional de Referência para Campylobacter sp. em alimentos
  • Laboratório Nacional de Referência para Escherichia coli Enterotoxigénica em alimentos
  • Laboratório Nacional de Referência para Enterotoxinas estafilocócicas em alimentos
Principais análises do LMA Legislaçao relevante

A missão do Laboratório de Resíduos e Toxicologia (LRT) é desempenhar a função de Laboratório Nacional de Referência para a Segurança Alimentar e proceder ao desenvolvimento das metodologias analíticas, sua validação e acreditação, de acordo com os requisitos da Norma NP ENISO/IEC 17025, para a análise de resíduos em produtos alimentares de origem animal e vegetal dos seguintes grupos de compostos: Medicamentos Veterinários; Micotoxinas, Pesticidas e PCB’s.

Listagem dos LNR assegurados pelo LRT - Vairão

  • Laboratório Nacional de Referência para Resíduos de Antibióticos em alimentos de origem animal.
  • Laboratório Nacional de Referência para Resíduos de Pesticidas em alimentos de origem animal, frutos, vegetais e cereais.
  • Laboratório Nacional de Referência para Resíduos de Coccidiostáticos, Corticosteroides e Nitroimidazóis em alimentos de origem animal
Principais análises do LRT Legislaçao relevante

O Laboratório de Veterinária de Vairão está sob a Coordenação do Pólo de Vairão e a orientação técnica da Unidade Estratégica de Investigação e Serviços de Produção e Saúde Animal (UEIS-PSA) do INIAV. Contribui para a compreensão da situação zoo-sanitária da região norte de Portugal, nomeadamente das doenças de declaração obrigatória, na defesa da saúde pública e no seu impacto na economia, produção pecuária e afins.

O Laboratório de Veterinária de Vairão presta, portanto, a nível regional, um painel variado de serviços no âmbito da Saúde Animal e integra quatro sectores: Patologia, Bacteriologia Veterinária, Serologia e Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EET’s).

  1. O Setor de Anatomohistopatologia dedica-se ao diagnóstico no domínio da patologia animal.É prestado apoio técnico aos médicos veterinários na clínica de animais de companhia; de produção e exóticos, aos Médicos Veterinários Municipais; à DGAV no exercício das suas funções, nomeadamente na inspecção sanitária; às Autoridades policiais e judiciais, nas diligências necessárias para investigação de crimes de maus tratos a animais e contra-ordenações ambientais; entre outras entidades públicas.
  1. O Setor de Bacteriologia Veterinária tem como objetivo responder às necessidades de identificação dos agentes bacterianos patogénicos, implicados no quadro clínico descrito pelo médico veterinário clínico e/ou patologista, ou no âmbito de averiguação da causa de morte de necrópsias forenses. Realiza também testes de sensibilidade a antimicrobianos (TSA) para, em estreita colaboração com os clínicos, contribuir na melhor opção terapêutica.
    O Laboratório de Bacteriologia de Vairão possui instalações especializadas e equipamentos que cumprem as exigências internacionais de biossegurança e biorisco, incluindo um laboratório de Nível de Biossegurança 3.
  1. O Setor de Serologia executa análises no âmbito dos Programas Oficiais de Erradicação e Vigilância da Brucelose bovina, da Brucelose dos pequenos ruminantes e da Leucose Enzoótica Bovina, contribuindo para o controlo da disseminação destas doenças. A atividade deste laboratório é realizada em colaboração com as Organizações de Produtores Pecuários (OPP), entidades protocoladas com a DGAV para a realização das colheitas nas explorações pecuárias.
  1. O Setor das EET’s executa os testes rápidos, a nível regional, do Plano Oficial de Vigilância das Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis, em bovinos e pequenos ruminantes, cujas colheitas são realizadas por médicos veterinários oficiais em matadouros (animais para consumo) e em Unidades de Transformação de Subprodutos de Origem Animal (cadáveres).
Principais análises do Laboratório de Veterinária Legislaçao e documentos relevantes

O Laboratório de Controlo da Alimentação Animal (LCAA), é o laboratório designado pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), enquanto autoridade competente nacional, para o controlo oficial da alimentação animal (Regulamento (UE) 2017/625), acreditado de acordo com o estipulado na norma internacional NP EN ISO/IEC 17025:2018. Neste âmbito, realiza análises laboratoriais enquadradas nos planos oficiais de controlo.

  • Realização de análises laboratoriais particulares
  • Assegurar funções de Laboratório Nacional de Referência (LNR)
  • Atividades de Investigação

As atividades do LCAA como Laboratorio Nacional de Referência (LNR) são coordenadas pelos vários Laboratórios Europeus de Referência, os quais organizam periodicamente ações de formação e inspeções, bem como Testes de Proficiência anuais:

  • LNR para metais pesados em matrizes feed (coordenação do EURL-MN, Dinamarca);
  • LNR para Proteínas Animais Transformadas (coordenação do EURL-AP, Bélgica);
  • LNR para aditivos feed (coordenação do EURL-FA, Bélgica)

O Laboratório de Análise de Resíduos (LAR) desempenha funções de Laboratório Nacional de Referência na área da segurança alimentar, no âmbito da pesquisa de resíduos e elementos químicos em produtos de origem animal. 

  1. Promove atividades de investigação, desenvolvimento, experimentação e inovação em curso no INIAV, I.P.;
  2. Presta assistência à autoridade competente na organização do plano de vigilância dos resíduos;
  3. Garante a observância dos limites estabelecidos por legislação;
  4. Assegura a difusão das informações fornecidas pelos Laboratórios Europeus de Referência;
  5. Garante ao seu pessoal a possibilidade de participar nos estágios de aperfeiçoamento organizados pela Comissão ou pelos Laboratórios Europeus de Referência,
  6. Participa nos testes de proficiência para cada resíduo ou grupos de resíduos para os quais foram designados, organizados pelos Laboratórios Europeus de Referência;
  7. Desenvolve e valida métodos analíticos de rotina e submete-os a acreditação;
  8. Realiza análises oficiais que suportam os planos oficiais de controlo de segurança alimentar e presta serviços aos operadores económicos das fileiras agropecuárias e outras.